terça-feira, julho 29, 2014

MÃOS CONSOLADORAS, um poema de Edson Manoel de Lima



MÃOS CONSOLADORAS

Senhor da Paz, das Mãos Consoladoras,
Jesus do Amparo e Revestimento
que acabas com angústias sofredoras
e alegras o mais triste sentimento.

És Remédio para as perturbações abatedoras,
Remédio para a vida e mundano ferimento.
A cura para as situações desesperadoras,
a cura para a dor do mau momento.

Mãos Consoladoras e Mãos Soberanas
que se compadece das fraquezas humanas,
Jesus do Amor que a vida acalma.

Tu acabas com as dores diversas
nas profundidades submersas

do anseio inquietante da alma...

Visite o site do autor: http://www.edsonmanoeldelima.com/

quinta-feira, julho 24, 2014

Dois poemas de Renata Cruz



Forte Fraco Homem Sansão

A lágrima derramada o comovia
Ele continuava a contar suas mentiras
E mesmo sabendo que confiar não podia
Entregou seu maior segredo
Talvez porque perdeu o medo
De acordar sem forças
Pensou que já a possuía
que já não poderia perdê-la

Forte Fraco Homem

Perdia a sua força toda a vez que via
Uma bela mulher a chorar
Ele também a perdia
Por só em si mesmo passar a confiar
Na companhia errada insistia
E o seu controle perdia
E a força que tinha
Era só a que seu braço possuía

Forte Fraco

E a cada erro que cometia
Nada em sua conduta corrigia
Até que foi pego à covardia
E pelo seu erro pagaria
Mas ai quem diria
Do seu Deus se lembraria
E um clamor lhe faria
E Deus o atenderia e seu fim chegaria

Forte



Coloquei mais um prato à mesa

Hora do almoço
Comida feita, pego o prato
Antes uma oração
Ouço o Senhor vindo
Ao fechar os meus olhos
O convite que faltava é feito
Esteja comigo, almoce comigo
Quem diria que ainda hoje
Poderia cear
Com o mais doce Rei
A comida é tão simples,
O convidado é tão espetacular
Que a comida já é mero instrumento
Para mais um momento
De Comunhão!
Comunhão contigo meu Provedor e Rei! 

Visite o blog da autora: http://renatacruz1.blogspot.com.br/




sexta-feira, julho 18, 2014

Piquenique no Éden - Baixe gratuitamente o novo livro de J.T.Parreira


Uma vez mais, cabe-me a satisfatória tarefa de editar uma obra do poeta lusitano J.T.Parreira, em quem encontro um amigo e um mestre nos meandros da Poesia. Mas como apresentar o poeta para aqueles que porventura ainda não o conheçam? Preciso dizer que Parreira é o poeta das finas texturas e da metáfora de ouro, a voz incessante e incensória de nossa melhor poesia cristã, que, de sua Aveiro atlântica, é como um Davi(d) que dispara tesouros de sua rica aljava, tendo por arco a lira, e por seta a palavra.

     Neste Piquenique no Éden, o leitor faceará palavras esmeradas que, em sua morfologia de pedestal, de câmara sacra, de pluma e lâmina, rodopiam em suave dança, em círculos concêntricos em torno à Palavra, o Cristo, o Verbo Encarnado: aqui podemos palmilhar com Ele rompendo as brumas em direção a Emaús, ou melhor, em direção a Ele mesmo; e receber de Suas mãos o pão que sacia a alma, e receber de Seu coração o sacrifício que nos traz a paz.


     Em muitos dos poemas que compõem este singelo opúsculo, somos ainda convidados/constrangidos a lamentar, na dor de Jó, nos muitos abismos de Jonas, na dura sina do indivíduo judeu e da nação Israel, a tristeza de termos deixado um dia o Jardim, como se fossemos membros amputados do corpo da infância, abortados-quando-prestes, quando prestes a nos firmarmos na instância/estação da Felicidade. Aquela Felicidade sempiterna que a redentora Palavra, que subiu e desceu daquela cruz, nos assegura que será novamente, e será para sempre.
Sammis Reachers

Para baixar o livro pelo 4Shared, CLIQUE AQUI.
Para baixar pelo Scribd, ou ler online, CLIQUE AQUI.

Caso não consiga realizar o download, solicite-me o envio por e-mail: sammisreachers@ig.com.br

quarta-feira, julho 16, 2014

O Abraço, poema de Ruth Vianna



O Abraço

Abraçar é aproximar os corações! 
É envolver o outro ser inteiramente,
é acrescentar algo mais ao seu viver!
Levar você a sorrir novamente,
enfeitar sua manhã e seu anoitecer.
E ver você assim me deixa tão contente!
Um abraço seca suas lágrimas sofridas,
devolve a alegria ao seu semblante.
É capaz até de sarar suas feridas,
fazer você enxergar algo mais nesse instante,
e deixar seu coração solfejando as belezas da vida!
Um abraço pode levar você à paz tão desejada,
varrer de vez a sensação de estar isolado.
Mas, nenhum abraço será igual ao de Jesus.
Porque ESSE é especial! Foi por Deus programado
para abraçar todos os povos através daquela Cruz.
Há abraços para diferentes ocasiões:
para cumprimentar, para comemorar,
para consolar, para acalentar, e para fazer sonhar!...
Alguns são calorosos, excepcionais! 
Outros são mornos, frios, demasiadamente formais.
Mas há o abraço com poder de aquecer almas e corações,
aquele que se eterniza em poemas e canções.
 Todo abraço é de graça!
Não tem senha, nem código de barras; 
mas faz um bem enorme a quem se abraça!
Abraçar é uma excelente terapia!
Costuma fazer milagres,
quando os braços se entrelaçam 
numa mesma sintonia.




Dia dos Namorados

 Deus me deu um coração para amar!
          Ir além da razão!...
         Apagar tristezas, sem jamais parar.
         Deus me deu um coração para amar!
         Ornamentar o mundo!...
         Sempre na ânsia de o transformar.
        No meu peito pulsa forte esta verdade,
        Aumentando mais e mais minha esperança;
        Meu desejo de amar, sem falsidade,
        O outro coração que o meu alcança.
        Rosas de amor eu quero hoje receber!
        Autografadas num buquê sobre a janela.
        Dentro de mim irei guardá-las;
        Ou então adubá-las como doce lembrança...
        Sem, jamais, desse dia me esquecer.

Ruth Vianna é membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. 

quarta-feira, julho 09, 2014

O CAMINHO PARA EMAÚS, poema de J.T.Parreira


O CAMINHO PARA EMAÚS

Conversávamos pensativos sobre as coisas
Que aqueles dias nos traziam, os prodígios
Que acabavam, por terra
Quase o terceiro dia, a noite
Na palma das nossas mãos vazias
Até que sem nenhum gesto grandioso
Senão o do instante, Alguém
Se aproximou a um passo de distância
Dos nossos olhos cegos
E sabia, esse Estranho, tudo o que sabia
Deus veio à nossa mente.

09-07-2014

© J.T.Parreira 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...