segunda-feira, julho 16, 2018

Quatro poemas de Neusa Adelaide Figueiredo



Dádiva II

Antes de Ti
tudo eram sombras,
vã memória

elevaste-te
em hino de amor
perfume de cultivo
Gentil

Desceste
na carne, sorriso
e manto perene
de esperança
Teceste.

Aos teus pés
o azul prostrado
rendido, e o sangue
como o sorriso das flores

derramando,
claridades perpétuas.




Dialectos

O amor
baseia-se na força
de quem lapida oceanos
Engole montanhas
E contudo, chora.
Lágrima
talhada no lapidar desenfreado do tempo,
escassez dos membros da
Fauna, gota
envolvente seda
E
faz brotar rosas nos olhos áridos.
Quem pare o amor
Respira dialectos de saber
Ser
E se for,
Dicionário efêmero e universal
necessário à sobrevivência da espécie
Ou uma nova espécie de sal
E Luz
Talvez bússolas ou mapas nos ajudem,
Ou talvez não
E seja apenas necessário
O beijo da palavra e
a pluralidade
de quem abraça com o coração.




O odor de um livro

sinto o seu cheiro
como forasteiro recém chegado
procurando alojamento
inspiro o odor viciante
e parto em digressão
sou eremita abstinente
em terra distante

desbravo clássicos
onde Dumas molha a pena
à guarda do Luzeiro
da mente que não se apaga

renegando ao ardor dos meus olhos
relato em alta voz
o que apenas alcanço
sonhando

fecho um livro e sinto
o seu cheiro amarelo
penetrando
num cérebro pueril
viajando ao século XIX




Aos arrozais

Foi para ti
que cultivei a goma
do riso
Lembras-te?
Na pátria dos esquecidos
Para ti
desfolhei
Colhi, aguardei
todos os sentidos
adormecidos
do estandarte vitorioso
minha miragem
como gomos de ausências na alma traçados
Por ti achei e minei
as frestas (fria)mbulantes
do tempo
esse carrasco que se diz senhor
da dor
Como sabes,
soltei todos os perfumes da terra
que velei
na tua goela longínqua
e encontrei-me
Perdida
em ti cingida sem peito
dando voz ás mil águas
Da nossa foz
onde te Incluo
Incólume
fluente caudal
supremo
de vida.

sexta-feira, julho 06, 2018

Três poemas de J.T. Parreira


É TERRÍVEL SER O SENHOR
"E o Verbo se fez carne e habitou entre nós"
Jo. 1,14
É terrível ser o Senhor e estar sentado à mesa
entre os homens, subir a crosta da terra
até ao cume onde já foram contados outros
malfeitores, andar entre leprosos com a carne
diáfana e pura de ser Deus, partilhar
de todas as manhãs como artesão do sol
É terrível ser o Senhor entre cegos
e andar eterno no limite temporal.


A DÚVIDA
O meu corpo aceita todas as dúvidas, o meu sangue
Que foi um tecido líquido que cobriu as minhas feridas
De novo entre vós com o sinal dos cravos, metei o dedo
No lugar onde os pregos entraram até ao âmago
Dos homens, escutai o meu coração
É um botão da flor do meu amor perfeito por vós
Se vos perdesse, doíam mais as minhas feridas
As dores da cruz são agora a minha maior alegria.



EPÍSTOLA AOS ROMANOS
Miserável homem que eu sou
Paulo de Tarso

Sei coisas terríveis sobre mim, de antes
Da estrada de Damasco, coisas
Que estão dentro da minha memória
E secariam o meu coração, se não fossem
As costas de Deus, atrás das quais tudo cai
No esquecimento
Sei tantas coisas terríveis a meu respeito
A que mais dói
Ter fechado os ouvidos ao último silêncio
De Estevão, quando as pedras sujavam
O seu sangue dolorido.

terça-feira, junho 19, 2018

Um poema de David Brainerd


Oh! Amarga vergonha tenho agora

Tradução de José Britto Barros

Oh! Amarga vergonha tenho agora,
daquele dia em que, orgulhoso, outrora,
ao Salvador que me quis ajudar,
altivamente, eu pronto respondi:
Quero tudo de mim, nada de ti!...

Procurou-me, porém, com gran ternura
e contemplei da Cruz toda a tortura
entre a qual pelos homens Ele orou...
Assim eu meditei e lhe pedi:
Quero muito de mim, pouco de ti!...

Mas Cristo dia a dia veio me dar
as provas desse amor tão singular
procurando do abismo soerguer-me...
Então bem mais humilde requeri:
Quero pouco de mim, muito de ti!...

Porém, mais alto do que os altos céus,
e mais intenso do que os escarcéus,
Senhor, teu grande amor venceu-me enfim!
Dá-me, eu te peço, e esquece que eu descri:
Quero nada de mim, quero tudo de ti!...

Do livro Inspirações Poéticas do Pastor Britto.

terça-feira, junho 12, 2018

Três poemas de Zenilda Lua


Foto de John Medcraft

Incompleta de vazios

Ando incompleta de vazios.
Em tudo dei de achar graça.
Passei da angústia dolorida para um sentimento docíssimo
que imita o cintilar dos lírios brandos.
Aprendo de azul mais que tudo.
Aprendo também de milagres, de pássaros,
de cânticos e até de miçanga que já fora
semente endurecida e, de repente virou um colar de ternura.
Aprendo de flor, de calêndula e até dos querubins
que fizeram sonata nos campos de Salomão.
Do resto, não sei explicar direito não.
“Meu pranto tornou-se folguedo.
Meu pano de saco foi desatado.
Agora estou cingida de alegrias”.


Aboliu minhas dívidas

Aboliu minhas dívidas
dilui os meus medos
visitou meus cômodos mais secretos
postergou meu degredo.
Escreveu no seu livro o meu nome completo
e calcou no meu cálice vinho demi-seco.
Não falou a palavra crepúsculo,
não me deu um abraço nem sonhos de valsa
só confiou-me os topázios mais alto,
as perobas do campo
e doçuras perpétuas.
“As muitas águas não poderão apagar esse amor
nem os rios mais cheios irão afogá-lo”.


Andava triste e mal amado

Andava sentido, triste e mal amado
sem ter um roçado, um braço de Rio
sem ter uma musa ou penas brilhantes
calei-me bastante e não dei mais um pio
Pra me consolar veio o caboclinho
sabiá, rolinha, bem-te-vi, nambu
canário da terra, cancão e concriz
tiziu, carcará…veio até um tatu.

Trouxeram alento, comida de pronto
e eu feito um tonto tudo rejeitei
foi quando um deles, pediu um instante
me levou prum canto
e eu o escutei:

” Não se vende dois passarinhos por um ceitil?
Sendo que nenhum deles cairá na terra
sem a vontade do nosso Pai”!

“Arrepare e tome tento, oxe!”

De cada um de nós, Deus já fez a conta!
pare de sofrer, se alegre, se esbalde
Já que você vive comece a cantar!
Louve Jesus Cristo, irmão Garibaldi!

Poemas publicados no site Paralelo 10 (Ultimato).
Visite o blog da autora: http://zenildalua-alfazema.blogspot.com/


quarta-feira, junho 06, 2018

Dois poemas de Jénerson Alves


A HISTÓRIA DA IGREJA BATISTA NO BRASIL EM VERSOS DE CORDEL

Eu peço que Deus inspire
Este humilde menestrel,
Que, através da luz divina,
Em um relato fiel
Eu, da Igreja Batista,
Conte a história em cordel.

Quero cumprir meu papel
Com honra e dignidade,
Pra não deixar esquecer,
Mostrando a realidade,
Porque só quem tem história
Constrói a identidade.

Para entender, de verdade,
Eu acho muito importante
Que viajemos no tempo
Para um passado distante,
Quando ocorreu na Alemanha
A Reforma Protestante.

Um movimento marcante
De enormes consequências
Que eclodiu quando Lutero
Publicou com coerências
As noventa e cinco teses
De encontro às indulgências.

Após tais interferências
Que o monge Lutero fez,
Surgiram grupos diversos
Com pujança e altivez,
Mudando a Europa em
Pleno século 16.

Passa o tempo sem talvez
Pra que tudo se renove.
Primeiro grupo batista
John Smith é quem promove
Em Amsterdã, Holanda,
Em mil, seiscentos e nove (1609).

Acho bom que se comprove
Para que não haja engano,
As raízes teológicas
Que os batistas têm no plano
Vêm dos grupos anabatista,
Luterano e anglicano.

Mas, com o nome no pano,
No papel e na fachada,
Em mil, seiscentos e doze (1612)
A igreja edificada
Nos arredores de Londres
Por Thomas Helwys formada.

Contra a igreja criada
Foi feito um combate forte.
Devido à perseguição,
O grupo encontrou suporte
Se dispersando no mundo,
Mas fiel até à morte.

Lá na América do Norte
O trabalho foi fecundo,
Com a obra de dois homens
Que tiveram dom profundo:
O primeiro, Roger Williams,
E foi John Clark o segundo.

Houve um entrave oriundo
Da Guerra de Secessão
(Em que estados do Sul
Mantinham a escravidão,
Ao contrário dos do Norte,
Que queriam abolição).

Com essa sublevação,
Enfrentamento se deu.
Foi no século 19
– Eu lembro o que aconteceu –
Que quem ganhou foi o Norte
E foi o Sul quem perdeu.

Imigração ocorreu
Entre o povo derrotado.
Um grupo do tal aqui
No Brasil foi fixado
Em Santa Bárbara D’Oeste,
Em São Paulo, grande estado.

Este grupo organizado
Foi ganhando voz e vez,
Pastor Richard Ratcliff
Um belo trabalho fez,
Mas a PIB no Brasil
Tinha os cultos em inglês.

A fundação que se fez
Sem problema e sem lundum
No dia 10 de setembro
(Data linda, tão comum),
E foi no ano de mil,
Oitocentos e setenta e um (1871).

Sem preconceito nenhum
Esse trabalho seguia,
Com oração e louvor,
Disciplina, liturgia,
Porque todo crente serve
A Jesus com alegria.

Dez anos depois que havia
O trabalho implementado,
Um casal missionário
Ao Brasil foi enviado
Com a missão de tornar
O povo evangelizado.

Tendo em Campinas chegado
O casal acha bacana
Pois há igrejas batistas
Mostrando a luz soberana
Em Santa Bárbara D’Oeste
E também em Americana.

A mensagem se explana
Pois o Senhor a compôs.
Foi em 15 de outubro
De um, oito, oito, dois (1882),
Fundou-se a PIB Brasil
Na Bahia, que se expôs.

É bom salientar, pois,
Pra não haver confusão:
Os batistas no Brasil
Se inseriram em dupla ação;
Uma pelos imigrantes
E a outra pela missão.

Antes, houve atuação
De uma outra ferramenta:
Pois Thomas Jefferson Bowen
No Brasil se apresenta
Ao trabalho missionário
Em mil, oitocentos e sessenta (1860).

Mas doente, com tormenta,
E sofrendo perseguição,
Só oito meses depois
Deixou a nossa nação
O primeiro missionário
Que pisou em nosso chão.

Mas, voltemos à missão.
Deus, com ação altaneira,
Integrou ao Seu trabalho
O ex-padre Antônio Teixeira
(Primeiro pastor batista
Desta terra brasileira).

O ex-padre Antônio Teixeira
Teve vida abençoada.
Foi sacerdote católico,
Porém mudou de estrada
E se converteu sozinho
Ao ler a Bíblia Sagrada.

Nesta missão empenhada
Na relação se inclua
O casal William Buck
E Anne Luther, que atua
Mais Zacharias Clay Taylor
E Kate, a esposa sua.

O trabalho continua
Lá na PIB da Bahia.
Começou com cinco membros
E Deus do Céu auxilia
Aumentando pouco a pouco
Esta sua membresia.

O trabalho se seguia
Entre flores e pelejas
E em vinte e cinco anos
Há benesses benfazejas
Com mais de 4 mil membros
Em 83 igrejas.

Outras ações benfazejas
Vão ganhando dimensão.
Salomão Luiz Ginzburg
Criou o Cantor Cristão
E ainda deu a ideia
De ser feita a Convenção.

Hoje, os batistas estão
Em diversos continentes.
No Brasil, seus membros são
Quadros muito pertinentes.
É a terceira maior
Denominação de crentes.

Tem princípios consistentes
Que eu digo nos versos meus:
Cristo, a Santa Autoridade;
Bíblia, a Palavra de Deus;
E o Espírito Santo, a voz
Que muda incréus e sandeus.

O homem, imagem de Deus,
Tem valor incalculável,
Com livre arbítrio inerente,
Competente, responsável,
Para o qual a liberdade
É bem inalienável.

Pr’ o cristão é aceitável
Andar na luz e na fé,
Fazendo da vida um culto,
Sem ser chulo nem ralé,
Negando a si e seguindo
A Jesus de Nazaré.

Igreja, de fato, é
Viver em comunidade;
Professar a mesma fé;
Vislumbrar a igualdade;
Mesmo tendo autonomia,
Não perder a unidade.

Tem de ter identidade,
Ter postura coerente,
Recordar do que passou,
Olhar o tempo presente,
Para pensar nas mudanças
E adotá-las mais na frente.

Com fé no Onipoetente
Manter a santa aliança,
Não perder os seus princípios,
Sabendo fazer mudança,
Lembrando que a Parusia
É a maior esperança.

Com Deus, a Igreja avança,
Em nome do bem comum,
Vencendo cada intempérie,
Extirpando zum-zum-zum
E atendendo às demandas
Que há no século 21.

A Bíblia

Quando entro numa igreja,
Fico emocionado
Com o barulho das páginas
De um livro folheado.
Este livro, a Bíblia, é
Regra de prática e fé
De todo e qualquer cristão.
Há luz nos conselhos seus,
É a Palavra de Deus,
Mensagem de salvação.

Foi por iluminação
Do Divino Espírito Santo
Que este livro foi escrito
Com amor, fé e quebranto.
Jesus Cristo é o seu tema,
tem canto, salmo, poema,
Exortação, disciplina,
Livra das coisas mundanas,
Escrito com mãos humanas,
Mas com mensagem divina.

Da Ciência à Medicina
Seu brilho doou requinte.
Honrado por Leibnitz,
Robert Boyle e DaVinci,
Mandel, Pasteur, Galileu.
Isaac Newton o leu
E estudou as profecias,
Mudando a vida dos seres.
A Bíblia possui saberes
Que não são mitologias.

Ela inspira melodias
A vários compositores.
É ensinada por mestres,
Profetas, padres, pastores,
Influencia a cultura,
A arte, a literatura,
Com inefáveis lauréis.
Faz distinções dos extremos,
Perseguida por blasfemos
E seguida por fiéis.

Quem a lê, coloca os pés
Na firme estrada do Bem.
Impactou Lew Wallace
E Antony Flew também.
É sublime o seu estudo!
A quem pensa saber tudo
Ela mostra novo aspecto,
Modifica o ideal,
Eleva sua moral,
Fortalece o intelecto.

Gera fé no circunspecto
Mediante a pregação
E no coração encarna
De quem crê com o coração.
Um grão de fé torna massa,
Ensina a lei pela graça
E o juízo pelo amor,
Mostrando que a vida é bela,
Sua leitura revela
O caráter do Senhor.

Um Anjo ministrador
Instrui a todo o que crê.
Por quem não lê, ela é lida
Na vida de quem a lê.
Possui função terapêutica,
Cristo é a chave hermenêutica
Pra sua compreensão,
Ciência da consciência,
É o mapa da existência,
A bússola do coração.
Mais textos do autor AQUI. Leia matérias sobre o trabalho do autor (como cordelista, dentre outros títulos, publicou A Reforma Protestante em Literatura de Cordel) AQUI e AQUI.

terça-feira, maio 29, 2018

Dois poemas de Esmeralda Campelo



Antigamente

Antigamente,
Sem poluição,
Era possível sentir o cheiro do mato,
O perfume doce das camélias.
Era possível! ah! era possível!
Correr pelas calçadas sem estar fugindo de ladrão.

Ao abrir as janelas e portas de manhã
Entrava o sol, a luz, a vida, o amigo, a irmã,
Para compartilhar, sorrir e até sonhar.
O mundo era grande demais e havia espaço.
Para brincar, correr sem rebentar o laço
Do amor de irmão.
Era legal demais!
Ninguém ficava só, preso ao computador e à televisão.
Faz muito tempo! mas, era assim.
Muita coisa mudou... para melhor? Talvez.
Muita coisa acabou...
E agora o ar condicionado substitui a brisa,
O perfume francês o cheiro do jasmim.
O robô rouba o pão do homem sofredor
E o computador manda mensagem de amor.

Antigamente era legal demais!
Até quando ensinavam tabuada,
Numa cantoria repetida, ritmada.
Dois mais dois? Quatro.
Três mais três? Seis.
Três mais quatro? Sete.
Hoje, coisas assim e outras mais...
São resolvidas secamente pela Internet.

Por isso o melhor mesmo é esperar
que a terra volte à posição inicial,
As geleiras se derretam totalmente,
O clima volte a ser como foi antes,
A vaca e a ursa pastando livremente,
O leão comendo palha com o boi,
O homem puro como um dia foi
E a criança de peito brincando sem receios
Na toca da serpente.
Sei que será bem melhor que antigamente.


O Perdão

É antes de tudo um ato de amor.
Feito de lágrimas, dor e determinação
não é sentimento, nem tão pouco emoção.
É um processo...
Dia após dia, tantas vezes quanto
necessário for.
Nada pede em troca.
Sem cobranças, sem disfarce
ou interesse qualquer
Perdoar é lembrar do fato sem sofrer.
Sem reservas na alma
sempre pronto a ceder.
Como o Senhor Jesus.
Que andou entre os homens
sem qualquer pretensão,
sendo Deus se humilhou
e na cruz proclamou seu eterno perdão,
perdoar é sorrir em soluços de dor
É prever a alvorada
Em meio à escuridão.
É ver o sol além da tempestade
é sentir paz, prazer, felicidade,
por aquilo que virá no amanhecer.
Ser perdoado também é tornar a viver
é voltar a sentir a ternura maior
que só Deus pode dar
porque pode entender
a grandeza do amor.
Setenta vezes sete é a sugestão do Senhor,
ao pai, ao amigo, à mulher, ao irmão
tantas vezes quanto necessário for,
contanto que não se esvazie a taça do amor.
Que o próprio Deus pode encher.
Perdoar ou receber a graça do perdão
é renovar, é crescer é realmente ser Cristão.


quinta-feira, maio 17, 2018

AltoGRAFIA, novo livro de Karla Fernandes para download gratuito


A jovem poeta Karla Fernandes, autora do livro Poesia do Alto e presente no quinto volume da antologia Águas Vivas, que organizamos, acaba de nos presentear com sua segunda obra individual. Em altoGRAFIA, o estilo belo e direto da autora vem confirmar-se em versos afinados, que transitam do devocional ao crítico, do intimista ao evangelístico, sempre portando uma mensagem de impacto.

Para baixar o e-book, CLIQUE AQUI.

Visite também o blog da autora: 
https://altografia.blogspot.com.br/

sábado, maio 12, 2018

Prece no Dia das Mães, poema de José Britto Barros



Prece no Dia das Mães

Ó Deus bendito e eterno, hoje nós te agradecemos
Nos haveres dado aquele ser bondoso
Quão heroico e querido para nos guiar e ajudar
Nas ínvias jornadas do viver terreno, nossa mãe.

Agradecemos, Senhor, o carinho que nos dedicam,
Os sonhos que sonham para nós,
Os trabalhos que laboram para nós,
E os sacrifícios que fazem por nós,
Tudo somente visando fazer de cada um de nós
Uma personalidade perfeita, digna e útil,
Dentro dos teus planos sublimados e grandiosos.

Permite, Senhor, essas guardiãs do lar
Sejam tomadas por ti, possuídas pelo teu poder
Para o exercício grandioso
Do ministério imortal que lhes deste.
Prolonga, Senhor, os seus dias,
E guarda-as em tua proteção e cuidado.

E a nós, Senhor, que filhos somos,
Dá-nos a graça de pelo menos entendermos
O grande amor que nos devotam.
Faze-nos vitoriosos para glória do teu nome
E felicidade de todas as mães.

Nós te rogamos, ó Deus, em nome de Jesus,
O melhor dos filhos, amém!


do livro Inspirações poéticas do Pastor Britto (João Pessoa: Edição do autor, 2017)

quinta-feira, maio 03, 2018

Uma série de livros gratuitos para sua edificação

Selecionamos uma série de e-books, todos gratuitos, que serão de grande edificação para sua vida e caminhada. E mais: Todos esses livros possuem características evangelísticas, ou seja, são ideais para você compartilhar com outras pessoas (por e-mail, Facebook, Whatsapp etc.).

Conheça Jesus - Quem foi afinal Jesus? Realmente existiu? Qual a sua real importância para a humanidade, para a História, para mim? E mais: Donde venho? Para onde vou? Sou somente um produto do acaso? Minha vida tem algum sentido? Você só encontrará respostas verdadeiras e definitivas neste livro do escritor Norbert Lieth.
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


Por Que Acreditar na Bíblia? - A Bíblia é o livro mais respeitado no mundo e, também, o mais insultado. Milhões de pessoas buscam a Bíblia todos os dias, a fim de encontrar inspiração e direção para sua vida. Entretanto, por dois mil anos, nenhum outro livro tem sido tão odiado e atacado. Muitos de seus tradutores têm sido perseguidos, torturado e assassinados, e inúmeras cópias de seu trabalho têm sido proibidas ou destruídas. Para muitas pessoas, a Bíblia não é amada nem detestada; ela é nada mais que um antigo documento religioso que suscita uma multidão de dúvidas. Como podemos saber se o texto que temos em mãos corresponde ao original? Não seria ela apenas uma exposição de tradições? Como um livro tão velho pode ser relevante no século XXI? A ciência não tomou o seu lugar no que se refere à explicação do mundo e de nosso papel nele? Neste livro você encontrará as respostas.
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


Por que o bondoso Deus permitiria o sofrimento? - É uma pergunta antiga. Há quatro mil anos atrás, uma vítima de infortúnio pessoal, familiar e financeiro, orou para os céus silenciosos e rogou: “Faz-me saber por que contendes comigo. Parece-te bem que me oprimas, que rejeites a obra das tuas mãos ?” (Jó 10:2,3,8). Estas perguntas ainda são feitas hoje: “Será que Deus me odeia? É por isso que permite que eu sofra desta maneira? Por que eu e não outros?”
Existem respostas para estas perguntas. Não podemos esgotá-las, mas são suficientes para ver o sofrimento sob a perspectiva certa. São suficientes para mostrar-nos como o sofrimento contribui para o bem. Nas páginas deste livro, Kurt De Haan vai nos mostrar que mesmo que o céu não nos dê uma resposta para todas as perguntas, nos dá todas as respostas que necessitamos para confiar e amar Aquele que, em nosso sofrimento, está nos chamando para que nos aproximemos Dele. 
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.



Frases UP! 250 Frases para motivar e iluminar o seu dia - Este e-book reúne uma coleção de frases coligidas de épocas e autores os mais diversos, no objetivo de formar um breve compêndio de sabedoria para iluminar e motivar o seu dia a dia e a sua vida.
Mas o que é, em breves termos, “motivação”? Podemos entender motivação como o conjunto de forças internas que mobilizarão o indivíduo para atingir um dado objetivo como resposta a um estado de necessidade, carência ou desequilíbrio.
A palavra motivação vem do latim movere, que significa “mover”. A motivação é, então, aquilo que é susceptível de mover o indivíduo, de levá-lo a agir para atingir algo (o objetivo), e de lhe produzir um comportamento orientado.
Esperamos que você tenha uma boa leitura, e possa compartilhar esta pequena seleta e suas cápsulas de sabedoria com seus amigos!
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.



100 FRASES DE C. S LEWIS - O escritor Clive Staples Lewis nasceu em 1898 em Belfast, na Irlanda do Norte (Reino Unido).  Multitarefas, Lewis foi professor universitário, escritor, romancista, poeta, crítico literário, ensaísta e apologista cristão britânico, após abandonar o ateísmo, influenciado por seu amigo, o igualmente famoso J. R. R. Tolkien (de O Senhor dos Anéis). Lewis é reconhecido e estimado em todo o mundo, seja por sua série ficcional As Crônicas de Nárnia, seja por seus escritos que reúnem com rara argúcia e beleza de estilo temas metafísicos, filosóficos e religiosos. Sua obra literária abarca 38 livros, dos quais diversos já foram traduzidos para a língua portuguesa.
Reunimos aqui uma seleção de frases para iluminar sua jornada, amigo(a) leitor(a). De educação à religião, de ética à literatura, de felicidade à dor, passando por temas os mais diversos, a sabedoria de um dos maiores autores do século XX aqui se faz presente, em pequenas doses, cápsulas para o seu dia-a-dia.
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


100 FRASES DE LIEV TOLSTOI - O romancista russo Liev (também dito Lev, Leon, Leão) Tolstoi nasceu em 1828, na pequena vila de Yasnaya Polyana.
Para além de sua obra literária que se configura como uma das maiores já criadas, Tolstoi ganhou fama como pacifista e pensador. Suas ideias, que versam do anarquismo ao vegetarianismo, iam de encontro ao status quo vigente, mesmo entre instituições cristãs, algumas das quais ele denunciava como não vivendo o verdadeiro cristianismo, conforme pregado por Cristo no Sermão da Montanha (Mateus caps. 5 a 7).
Reunimos aqui trechos de reflexão que abarcam temas os mais diversos. A sabedoria de um dos maiores autores da humanidade é aqui apresentada, num e-book de leitura breve e edificante.
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


Nosso Andar Diário - Alimento Para a Alma - Blaise Pascal, um matemático e filósofo francês do século 17, disse que existe um vazio com forma de Deus no coração de cada ser humano. Séculos antes de Pascal, um homem chamado Agostinho procurou encher esse vazio na sua vida. Depois que descobriu o que lhe estava faltando ele escreveu uma oração na qual dizia a Deus “Tu nos fizeste para Ti, e o nosso coração continuará inquieto até que encontremos descanso em Ti” (Confissões).
Estes dois pensadores expressaram o que cada um de nós compreende nos nossos momentos de quietude e de reflexão. No mais profundo do nosso ser existe um desejo inquieto para conhecer Aquele que nos criou. Queremos descobrir o propósito que Ele tem para nossa existência, neste Seu Universo tão vasto. Anelamos encontrar paz e sentido num mundo que está sendo destruído por famílias que não se entendem, por nações em guerra, grupos religiosos militantes, incerteza econômica e adições destrutivas. Tratamos de suprimir esse desejo. Tentamos encher o nosso vazio com uma agenda lotada, serviço comunitário, carreiras de sucesso, relacionamentos românticos ou tentamos cobrir a dor com drogas e álcool. Mesmo que tentemos suprimir ou negar esse anelo, mais tarde ou mais cedo, ele ressurgirá.
Esta é a razão deste livrinho. Leia este livrinho por completo — proverá alimento para a sua alma. Os breves artigos diários o conduzirão por uma variedade de tópicos que desafiarão o seu pensamento sobre como encontrar satisfação plena para a sua mente e coração.
PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


Para Sua Alegria - John Piper - Neste livro, o renomado autor John Piper responde algumas das perguntas mais comuns e importantes sobre Jesus: quem Ele é? por que Ele veio a este mundo? o que Ele realizou? — e por que devemos nos importar com isso? Se você já se questionou a respeito desse assunto e está buscando respostas — não com base em seus próprios pensamentos e teorias, mas com base na Palavra de Deus — nós o convidamos a unir-se a nós, para sua alegria.
 PARA BAIXAR O LIVRO PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.

sexta-feira, abril 20, 2018

Quatro poemas de W. J. Watterson


Miserável homem que sou

Como eu queria ser perfeito!
Subir aos ares sem defeito,
Beijar as nuvens com a calma
Que só tem a pura alma!

Como eu queria Te agradar!
Mostrar que já consigo amar
Os que me odeiam, e servir
A todos, sem nada exigir!

Como eu queria…

Mas a carne não se entrega,
Não desiste nem dá trégua
Nesta luta angustiante,
Sem descanso, constante.

Eu clamo, então: “Quem me livrará?
A minha carne, quem a pisará?”
As trevas fogem; eis a luz:
“Graças a Deus por Cristo Jesus!” 



Oração de um Pai 

São tão pequenas e vulneráveis,
Tão lindas e amáveis …
Ah, Senhor! Guarde-as em Tua mão,
Dando-lhes paz e proteção.

Que cresçam com saúde e vigor,
Três rosas lindas em Teu jardim;
Que aprendam cedo do Teu amor,
Amando a Ti bem mais que a mim.

Eu quero tê-las sempre!
Ah, Senhor; vou amá-las sempre!
Mas o que lhe peço mesmo (hoje e sempre)
E que sejam Tuas, meu Senhor.

Leve-as de mim, se preciso for,
Mas Pai, nunca as prive do Teu amor!
Meu Pai, pelo Teu grande amor,
Salve-as do inferno de horror,
E preserve-as para Teu louvor.
Pela Tua misericórdia, Senhor!
Amém!


Não julgues

Não critiques o homem que tropeça,
Que vai mancando, arqueado,
A não ser que conheças as suas dores
Ou já tenhas carregado o seu fardo.
Pode ser que haja calos em seus pés
Que ele não mostrou a ninguém;
Ou (quem sabe!) o seu fardo em tuas costas
Não te faria tropeçar também?

Não zombes do homem que está caído
A não ser que o mesmo golpe te atingiu,
Ou que conheças a humilhação
Que só conhece quem já caiu.
Talvez sejas forte, mas … quem sabe,
Se o inimigo viesse te atacar
Da mesma forma, nas mesmas circunstâncias …
Tais golpes não poderiam te derrubar?

Não apedrejes o homem que pecou
Como se fosses incapaz de errar,
A não ser que tenhas total certeza
De seres perfeito em teu andar.
Se o tentador viesse sussurrando,
Como fez com teu irmão,
Será que tu (às vezes descuidado!)
Não cairias nesta mesma transgressão?



Tomé

Leia antes João 20:24-29

Disseram que viram meu Senhor [Jo 20:25]
Ah, como eu queria crer!
Mas ainda sinto forte a dor
De vê-Lo tanto ali sofrer [Lc 23:49]
    Naquela cruz.

Não pode ser; é um pesadelo!
Ainda me lembro dos gestos Seus,
E de como vim a conhecê-Lo;
Estar com Ele era estar com Deus
    Aqui na Terra.

Quanta coisa Ele nos ensinou!
Algumas vezes censurou-nos,
Mas a lição suprema que ficou
Foi o quanto Ele amou-nos [Jo 13:1]
    (Mesmo a mim!)

Como os demônios O temiam! [Mc 1:27, etc.]
E os doentes, vinham de todo canto. [Mc 1:32, etc.]
Até o vento e o mar Lhe obedeciam! [Mc 4:35-41]
(Quão grande foi o nosso espanto
    Aquela noite!)

Ah, como eu O amava…
Estava pronto a morrer por Ele, [Jo 11:16]
E mesmo enquanto O abandonava, [Mc 14:50]
Lá no jardim, queria estar com Ele.
    (Apesar do medo.)

Não é possível; é um pesadelo!
Ele não podia morrer! Não podia!
Ainda ouço o golpe seco do martelo, [Mt 27:35]
A zombaria imunda que dizia:
    “Desça da cruz!” [Mt 27:40]

Eu O vi morrer! Sim, eu vi! [Lc 23:49]
Eu ainda Te amo, Senhor,
Mas eu Te vi morrer! Eu vi!
E nem o tempo apagará a dor
    Que me oprime.

Disseram que viram meu Senhor…
Mas se eu não sentir o sinal dos cravos,
Sinais da Sua horrível dor;
Se não puser a mão no Seu lado
    Não crerei. [Jo 20:25]

Mas o que é isto? “Paz seja convosco [Jo 20:26]
É o meu Senhor! O mesmo que morreu!
Vejo Suas mãos, Seu lado, Seu rosto!
É o meu Deus! “Senhor meu, [Jo 20:28]
E Deus meu!

Leia mais poemas e outros textos no blog do autor: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...