segunda-feira, junho 15, 2015

Dois poemas de Ananza Figueiredo


Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor

Mas que nação é essa?
Perversa e hipócrita!
Qual ė o “Cristo” que fundamenta
Tanta ação violenta?

Palavras que destroem a alma,
Num bombardeio de “certezas”,
Retratam o ódio velado,
A completa ausência de Deus!

Lamento a ignorância dos homens!
Deturpando a Palavra,
Semeando impiedade…

Creias tu, somente,
Que o verdadeiro Cristo,
Abomina essa gente!


Aprenda a se calar

Que segredos há contigo?
Preservados de qualquer distração…
Sonhos preciosos,
Necessitam de cuidado e proteção.

Tesouros não podem ser expostos a todos,
Pois não há um só coração que não seja duvidoso.
Olhares duros consomem a fé,
De quem tenta dia após dia se manter de pé.

Mas o ser humano é assim,
Não aguenta guardar seus anseios pra si,
Eternamente dependente do aval de alguém…

Não ponha a deriva teus desejos,
Para qualquer um que passar meter o dedo.
Blinde-se! Aprenda a se calar.

Visite o blog da autora: http://minhavidacontadaempoesia.com/

2 comentários:

Ananza Figueiredo disse...

Sammis,

Que o Senhor continue derramando toda sorte de bençãos sobre ti!

Graça e paz.

Eliane Marçal disse...

Sammis que lindo blog!
Jesus continue a abençoar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...