sábado, abril 19, 2008

Dois poemas de Amina Miranda


Quero fazer um poema
que se chegue a ti
e se instale em teu ser

quero mover-te
comover-te

quero que sintas o que sinto

que sonhes os meus sonhos
te iludas em ilusões minhas

quero que nos meus ideais acredites
os meus alvos idealizes

neste instante ser um contigo

quero atingir-te
como a bala atinge o alvo
quero atingir teu coração

instalar-me por lá
e não mais sair de lá

quero fazer um poema

um poema de amor
uma lição de vida
um incentivo de fé
um impulso para ideais

quero fazer um poema

um poema expressivo
um poema emotivo

um poema que te faça rir
que te faça chorar

um poema
um poema que te faça pensar
refletir
sonhar
idealizar
acreditar
duvidar... quem sabe

mas que mova o teu ser
que não te deixe indiferente

um poema

um poema sério
um pouco sério
um extremamente sério

um poema verídico
uma hipérbole
mas nunca um exagero excessivo.

quero fazer um poema

que retrate
daqueles momentos bons
daqueles não muito bons
dos alegres
dos sofridos

quero contar-te
de onde veio a força
para tudo vencer

para acreditar
para ter confiança
e estar de pé

e por fim

um poema
que fale de Cristo
da sua morte na cruz
e daquele sangue gotejando
encorrendo

para lavar o homem
lavar o escritor
que sou eu

e o leitor
que é voçê

quero fazer um poema



...Ouvindo a tua voz
Enigma decifrado...


Quando disseste-me para fazer
Aquilo
Eu fiz
Confesso que de imediato
Não o fiz
Confesso que da tua voz
Duvidei

Mas quando bem melhor e
Meio em enigma me explicaste
Acreditei
Confiei

Lembraste?
Foi logo de imediato que eu cumpri
Foi difícil
Foi duro
Humana sou

Os humanos não me compreenderam
Mas com eles não me importei

Nem mesmo comigo
Me importei


Fechei o meu coração a sete chaves
Para não ouvir ele gritar
Tapei os meus olhos
Para não notar quantas lagrimas caiam
Afundei a minha cabeça sobre almofadas
Para não me ver gritar
Não quero saber dos outros
Nem de mim
Somente a tua voz quero seguir
Eu não olhei pra mim
Mas naquele momento então
Olhaste pra mim

Te apressaste em correr pra mim
Colocaste-me no colo
Enxugaste as minhas lagrimas
Sopraste em meu peito
Meu coração acalmaste
Puseste teus lábios em meu ouvido
E falaste coisas que jamais tinha ouvido
Mostraste-me o que eu nunca tinha visto

Fizeste-me viver coisas
Que eu jamais vivi

Gozo, alegria e muita
Experiência puseste
Em mim


Fizeste-me então ver
Que melhor foi


Ouvir a tua voz
E segui-la.


Visite o blog da autora: www.ammmina.blogspot.com
*Amina Miranda é angolana

Um comentário:

santana disse...

Olá! Amo suas poesias me ajudam no dia a dia, envio para todos os meus amigos cristãos e não cristãos. Fico feliz que tenha poseias evangélicas, que enchem nosso espiríto. Obrigado Maria Santana molena

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...