domingo, novembro 06, 2011

Dois poemas de Ana Menires





Carta de um Pai

Sinto sua falta
Relembro felizes  momentos
No qual eu era a base de seus pensamentos

As coisas aqui não são as mesmas
Minha casa fica incompleta quando seu lugar está vago
Ou quando seu belo sorriso é trocado por um choro amargo

Choro que você insiste em derramar sem mim
 Lágrimas de dor sem fim
Estou aqui e sempre estive do seu lado
Você é o meu filho amado

Estou à sua espera
Venha ainda é primavera
É o recomeço
Cobrirei tua vergonha e te darei um novo começo

Eu sei que tens sua vida para cuidar
Mas nunca pensei em te abandonar
Filho não insista nesse caminho
Que parece rosa, mas seu fim é só espinho.

Minha mão ainda está estendida
Acredite a fé não está perdida.
Ainda há salvação
É tempo de restituição

Eu sei que é difícil mudar
Mas posso te transformar
Não fique aí nesse chão
Aí não é lugar de campeão

Você pode até ter se afastado
Mas nunca te abandonei
Você me sente do seu lado?
Você ouviu quando te chamei?

É tão difícil ver essa indiferença
Ou não te ter aqui comigo
Você sente minha presença?
Quando insisto em ser seu amigo

Volte para casa, jogarei tudo ao mar.
Não importa o que você fez
Nunca deixei de te amar
Volte, agora é o momento e a vez.



Deus eu peço

Deus eu peço sabedoria, não para me exaltar diante da humanidade, mas para que eu possa fazer sabias decisões.
Peço forças, não para agredir alguém, mas para continuar em meio à fraqueza e nunca desistir.
Peço-te coragem não para me vangloriar, mas para que minha covardia não me paralise.
Peço gratidão, não para agradecer apenas o que me dá, mas para agradecer também tudo aquilo que me negaste.
Peço-te inspiração, não para escrever o que sinto, mas para sentir o que escrevo.
Deus eu peço amigos não somente para me ajudar, mas para eu ajudá-los em momentos difíceis.
Peço bons mestres que ensinem o que sabem, mas valorizem o que aprendem.
Peço ajuda a todos os que precisam
Deus eu peço fé, não para discutir com a ciência, mas para nunca duvidar de ti.

Eu sei que estou pedindo tantas coisas talvez pelo meu egoísmo ou pela vontade que eu tenho que o Senhor me faça ser melhor do que sou.
Deus eu peço tudo que meu coração não conseguiu traduzir em palavras.


Visite o blog da autora: http://anamenires.blogspot.com/

2 comentários:

Antonio Batalha disse...

Amigo e irmão venho pedir a sua ajuda, pois meu blog voltou a excluir todos os seguidores, e se desejar manter sua participação no meu blog, agradecia que volta-se a seguir-me no meu blog. A Verdade Que Liberta.
De qualquer maneira obrigado, e um resto de boa semana.

anhy Menires disse...

Irmão.
Obrigado pela oportunidade de ter meus poemas em seu blog.
Que Deus lhe abençõe hoje e sempre

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...