sexta-feira, janeiro 13, 2012

Dois poemas de Berg Santos


Imagens Cristãs de uso livre

Igreja Ideal*


Se houvesse pedintes menos,
E fossem adoradores.
Se os “grandes” fossem “pequenos,!”
Pastores não roubadores!


Se houvesse mais publicanos
Orando ajoelhados
menos fariseus insanos
Se mais zaqueus esforçados!...


Ah se Madalenas mais!
Se mais alguns nicodemos
Jairos, Lázaros, e tais
Samaritanos que amemos...


Samaritanas, Marias...
Mais Pedros em nossa igreja!
Mais Martas nos nossos dias
E nenhum Judas, que seja.


Meu Deus se os sacerdotes
Lutassem contra o mal!!!
Ao invés de por mais "dotes",
Por uma igreja ideal!!!


Ah meu Deus, se, não houvesse
Tantos sepulcros caiados
Matando os que não merecem,
Teríamos bons resultados.


*Paráfrase de poema homônimo, do poeta Adelino Alves Bonfim.


Perdão


A oração que prevalece
Tem seguinte condição;
Qualquer pedido acontece,
Se primeiro houver perdão


Por parte do desejante.
Espírito perdoador,
É do tal, o navegante.
É do tal, o intercessor.


O perdão, de Deus é dom
Que o recebe quem o dá.
Então, o perdão é bom,
Pra quem sabe perdoar.


O perdão que dou a alguém
Tem certa, a retribuição.
O SENHOR me dá também,
Em resposta de oração.

Visite o blog do autor: http://www.luciberg.blogspot.com/

6 comentários:

Adelino Alves Bonfim disse...

A poesia Igreja Ideal é de minha autoria! Veja:

Igreja Ideal

Se houvessem
mais adoradores
menos pedintes

mais publicanos
menos fariseus
mais zaqueus
mais madalenas
mais nicodemos
mais jairos
mais samaritanos e samaritanas
martas, marias e lázaros
alguns pedros....
nenhum Judas!

Ah! Se não houvessem tantos sepulcros caiados!

Publicada em 11 de agosto de 2010no meu blog Grão de Mostada e em minhas páginas no Recanto das Letras, Poesias - o melhor da web e outras.

Sammis Reachers disse...

Querido Adelino, quanto ao referido, não sei o que argumentar. O autor fez uma paráfrase ou mesmo transcriação de seu poema, utilizando os temas mas criando um poema outro. O que se poderia fazer é referir que trata-se de uma paráfrase do poema tal de autor tal, pois isto de paráfrase é uma coisa relativamente comum em poesia, em literatura. De toda forma, creio que a intenção não foi de prejudicar-te, de modo algum. Entre em contato com o autor para que tudo fique esclarecido.

Paz!

LUCIBERG (Presente vindo da luz) disse...

Esclarecimento

A paz do Senhor irmão!
O seu e-mail recebi.
Primeiro peço perdão
Pelo que eu escrevi.

Também pelo que esqueci...
Fazer esclarecimento.
Mas se bem eu entendi,
Você não quer deletamento.

O senhor me disse que
Não precisa excluir
Que só é preciso dizer
A fonte e seu nome incluir.

Pois bem está corrigido
No blog que foi postado.
Desculpe o mal entendido
O transtorno provocado.

Bem certo do seu perdão,
Peço ao Deus da provisão,
Pra você inspiração
E pra mim dom de criação.

Adelino Alves Bonfim disse...

Luciberg,
Seu pedido eu aceito
Mas com uma condição:
Quando for para seu leito,
que faça por mim uma oração!

Não sou poeta trovador
e rimas não sei fazer.
Dependo do Deus criador
para os meus poemas escrever.

Se outros quiser usar
que tenhos por ai espalhados.
Basta apenas colocar
de onde foi inspirado.

Um grande abraço,
fica com Deus.
Veja meus blogs,
vou ver os teus!

Sammis Reachers disse...

Bravo! Bravo! Esta é a melhor sequencia de comentários em seis anos de blog!

Deus lhes abençoe e inspire mais e mais, meus amigos!

LUCIBERG (Presente vindo da luz) disse...

Vou fazer mais uma rima
Dizendo que é para o bem,
É poder que vem de cima,
Dado, não importa a quem.

Tem que ser bravo e guerreiro
Comentar rimando assim,
Tem que servo e obreiro
Berg Santos e Bomfim.

Ao blogueiro, parabéns,
Sammis, servo com decência,
Por comentários e bens
Feitos na melhor seqüência.

Berg Santos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...