sexta-feira, janeiro 04, 2013

Três poemas de John Lennon da Silva


John Lennon da Silva

Lúcifer

Toda pedra preciosa em ti achavas
A sardônia, o topázio te cobriam, 
De ônix e de jaspe te vestiam –
No Éden, no jardim do Pai entravas.

No monte de Deus Santo tu estavas
De carbúnculo e pífaros te erguiam,
Tu eras querubim, e te bendiziam –
Nas pedras afogueadas tu andavas...

As obras dos tambores eram tuas,
E de obras formosuras, obras suas
Eras aferidor da eternidade...

Perfeito em teus caminhos foste feito
Pois foste feito d’ouro, do perfeito...
Até se achar em ti iniquidade!


Tentando sonetar

Quando me dei a fazer algum soneto
Com ritmo, metro e música cantada,
Cantei cantando rimas na encantada,
A rima mais formal dentre um quarteto.

Começando o segundo assim me meto
Rimar mais uma rima mal alçada
E assim metrificando outra maçada
De ter que repetir este quarteto!

Já que entro no terceto, solicito
Logo um décimo verso, e exercito
O décimo primeiro verso fino.

Bem, eis mais um soneto incompetente,
Não sei fazê-lo enfim tão envolvente,
Nem sei mesmo dizer quando termino...


A última redenção
"Oh! mas, Deus do amor! foi só fraqueza:
De ímpias mão me arrancai, tirai-me a vida,
Alcance-me o perdão mortal tristeza!"
(João de Deus)

Eis-me aqui, ó fúria, eis-me aqui.
Eis-me aqui, ó treva, tão maculado!
Este arbusto espinhoso que criei, vi
O quão longe estou do Imaculado.

Eis-me aqui, ó triste céu, eis-me aqui.
Eis-me aqui, ó meus olhos, tão tenebrosos!
Acolhe-te para baixo, podre réu, segui
Em volto de lástimas, lamentosos...

Oh Senhor, se a luz que há em mim
Abastecida está, de escuridão.
Tão fria, tão pesada, tão cega assim,
Dominado assim está meu coração...

Oh, que eu volte o quanto antes
As primícias frutuosas deste amor.
Eis aqui a minha dor, esquece dantes
Estas sombras, oh Senhor, oh Senhor...

(Lágrimas de redenção, escorrei tão lentamente, tão frias, pois nem a lua há de brilhá-las nesta noite...)

John Lennon da Silva é um verdadeiro fenômeno artístico. Fenômeno pois, além de ser tão jovem e já poetar tão bem, sendo um tão bom sonetista (coisa raríssima, e raríssima ainda mais entre jovens poetas) a ponto de chegar a brincar tão bem com a metapoesia, como no texto Tentando Sonetar, ele ainda é dançarino, praticante de danças urbanas/contemporâneas, e dos grandes. Veja este vídeo, com a singular participação de John Lennon no programa televisivo Se Ela Dança, Eu Danço, exibido pelo canal SBT: http://www.youtube.com/watch?v=MceKWv9V-Yw
Parabéns por tudo,John. Mantenha sua humildade e use seus dons como ferramentas na oficina do Pai, para conserto e resgate de almas!

Visite o blog do autor: http://yohananleo7.blogspot.com.br/

Um comentário:

Michelle Corrêa disse...

O Reino de Deus precisa de poetas, dançarinos, artistas que mostrem que as artes vieram de Deus, e que mesmo sem mencionar Deus, o espírito santo se revele no silêncio sendo refletido pela arte....

Continuem sendo artistas para a glória de Deus!

Michelle Araujo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...