domingo, novembro 20, 2016

Cordel do Amor de Deus, de Paulo Henrique Feitosa


Cordel do Amor de Deus

O sertão do Nordeste é berço de um povo valente.
Brava gente brasileira, de um torrão de solo quente.
Povo que não se apequena, conquanto sofra a pena,
Que no próprio couro sente.

Mesmo de pele lanhada, vez até, aperreado,
Segue a lida na jornada.
Ainda que castigado, não deixa o nordestino
De sonhar igual menino com futuro acertado.

Coração de sertanejo é igual terra rachada.
Se torrado pela seca, a alma fica pesada.
Mas, é gotejar a água, e a esperança vence a mágoa
Renovando a caminhada!

Se a água que falta pode agir em seu favor,
O que não lhe falta é fé, como não lhe falta senhor.
Fé por poderosos abusada.
Tornando essa gente usada, por pura falta de amor.

Mas, existe e conhecemos uma Água arretada!
Quem bebe dessa fonte não quer beber mais nada!
Essa água é JESUS, fonte de vida e toda luz,
Que de graça nos é dada.

Não se pode esconder essa fonte divina.
Todo crente é convidado: Adulto, jovem, menina.
A viver e a falar, na vida toda mostrar
Essa luz que ilumina!

Nas casas e nas ruas, no escritório ou no roçado,
Essa luz vai se espalhando.
A partir de um bocado de pessoas transformadas,
E que seguem animadas a JESUS em seu chamado.

Quem atende essa ordenança do amor divino espalhar.
Sabe que as palavras andam abraçadas ao lidar.
Diga sim e diga alto, do que mesmo não é falto
Seu próprio exemplo de amar.

Vamos cantar rimado um xaxado de louvor!
Bendito seja JESUS, nosso guia, Salvador!
Que ensina e que manda: Caminha firme, anda!
MULTIPLICANDO O MEU AMOR!

Via Junta de Missões Nacionais

Um comentário:

Yas disse...

Que Deus abençoe o trabalho do Paulo Henrique, que continue semeando essa sinceridade da adoração e sentimento em seu cordel.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...