sexta-feira, novembro 09, 2007

Dois poemas de Ariovaldo Ramos


O Pão de Cada Dia

Quero de tudo que o poder traz,
Mas, se cada dia tem o seu mal...
Que venha só minha porção de sal;
Deve ser este o preço da paz.

Eu não sei, de fato, do que preciso:
Eu quero o mundo; quero o fundo;
Só me vejo num devaneio rotundo;
Tento, mas, não consigo ser conciso.

Eu busco alguém que me direcione,
Que me diga o que me impulsione.
Senhor! No meu lugar, o que faria?

Não liga para a minha loucura...
E para me livrar dessa tortura,
Que só seja o pão de cada dia.


Vejam Só!

Pai, nunca teria imaginado:
Queridos filhos seus, antropófagos,
Devorando, quem creria, seus xifópagos!
Numa tal espécie de ensopado.

Não está, também, em nenhum caderno,
Que beatos, por antropofagia
Foram mesmo vítimas; quem diria!
Do que fez o nosso Brasil moderno!

Bem, o que o Senhor ficou pensando?
Ao ver cristão a cristão devorando?
Não sei se tal ato ficou impune...

Mas, como o Senhor é brasileiro,
Estou certo, entende por inteiro:
É só a antrofagia que nos une.

Nota: No sec XVII religiosos foram mortos por índios potiguares. No sec XX um padre pediu a beatificação dos que foram mortos, só possível se a morte tiver sido por motivos religiosos.
O padre alegou que a morte foi por motivos religiosos, porque os potiguares, aliados dos holandeses, eram calvinistas. E, mais: eram canibais - mataram os religiosos e os devoraram no almoço... ou terá sido no jantar?


Fonte: www.ariovaldoramos.com.br

3 comentários:

Ghernandes disse...

Ariovaldo ramos é fera demais benção de Deus
Deus abençoe

laerço dos santos disse...

Nossos Olhos, Nossa Luz.


Como são tão importantes
Tudo o que a gente possui
Coisas imprecionantes
Nada que temos se exclui:
Dos nossos cinco sentidos
Deles, um, sou convencido
Os olhos são nossa luz!

Como é maravilhoso.
Poder sempre contemplar
As belezas gloriosas
Poder visualizar
MasPerdendo-se a visão
Perde das coisas a noção
Por não poder enxergar!!!

Nossos olhos,são luseiros
Que nosso Deus nos deixou,
Contemplam o mundo inteiro
Belezas que Ele criou.
Agradeço-lhe por vê,
Posso me locomover
Persepção me outourgou!

Quando nascemos perfeitos
Todos orgãos são legais;
Mas se tem um imperfeito
Grande falta ele nos faz.
Olhos são visões de luz,
Pois sem ele só Jesus
"Nossa Luz" nos guiar faz!


[red]"Feliz Páscoa"
Autor: Laerço dos santos.

laerço dos santos disse...

Aos Poetas Blogueiros
(soneto)
Qual grande cancioneiro
Versando em inspiração
Poemas do coração
Compondo o tempo inteiro.
2
É a missão com amor
De quem parece ter sina
Usar caneta, sai rima
De poema encantador!
3
Nesse momento ofereço
Aos poetas e bloqueiros
Esse soneto, do irmão...
4
Recebam o meu apreço
Poetas alvisareiros,
Como em forma de canção!

Fim.
Autor: Laerço dos santos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...