quinta-feira, outubro 02, 2008

Dois poemas de Noélio Duarte


MODULAÇÃO

Se a música de sua vida
Está assim desafinada;
Se você não vê saída
E tudo resulta em nada...
É só tristeza, incerteza,
Descaso, cansaço...

Se as notas de sua canção
Estão assim desencontradas;
Se o que há é confusão
E a sua melodia é mal tocada...
É incompreensão, desconsideração,
Muito delírio, tanto martírio...

Se a sua vida não tem harmonia
E tudo, tudo se desestruturou...
E o que foi uma sinfonia,
Agora é só pausa, pois se calou...
É ausência, tanta carência,
Afastamento, fingimento...

Se a sua música desafinou,
Se suas notas emudeceram,
Se a sua canção silenciou
E se as pausas apareceram...

Então, já está na hora:
A mudança é sem demora!
Saia desse tom menor,
Fuja desse som tristonho
Volte a viver o seu sonho
Ouse querer uma vida melhor!

Coloque-se no ritmo acertado,
Venha, mas para o compasso ansiado,
Module agora, de uma vez só:
Entregue-se a Deus
- O Grande Compositor –
A sua especialidade é o Amor.
E Seu toque modulará você
Para viver dessa vez
O incrível e maravilhoso
Tom Maior!


O CANTO MELHOR

Por um instante, pensativo,
Eu, reflexivo, me perguntei:
- Será que a poesia – som vivo,
Com toda a sua melodia –
Agora vai se silenciar?
Com tristeza eu me calei.

Não ouço a voz da bonança
De Mário Barreto França,
Cuja voz ainda alcança
Tantas vidas por aí...

Não ouço o Gióia Júnior, poeta,
Cuja letra amiga e dileta
Pôs-se a fazer alerta:
O seu texto fala por si...

Calou-se a voz doce que fez
Célia Câmara Reis,
Sensível e com lucidez,
Louvar, adorar e sentir...

Calou-se Myrtes Mathias
Que com suas belas poesias
Trouxe-nos tantas alegrias:
Ela nos fez refletir...

Mário, Gióia, Célia, Myrtes...
Produziram letras vivas,
Obras bem acabadas,
Mensagens tão altivas,
Edificantes, tão amadas;
E ainda ecoam no ar
Poesias tão bem lavradas
Que faz o povo cantar!

Parei. Refleti. Pensei.
E em silêncio eu fiquei...
E as perguntas surgiram,
Pensamentos me invadiram,
E entristecido, emudeci...
Como ficaria a poesia assim?

Mas olhando ao redor,
Vi o dia para viver,
Vi a magia do anoitecer,
Vi famílias se encontrando,
Vi crianças brincando,
Vi o professor ensinando,
Vi o médico curando,
Vi o pastor pregando,
Vi o guarda apitando,
Vi a Igreja orando,
Vi o sol ofuscando,
Vi Deus abençoando...
Então, com alegria entendi
Que fomos privados da voz
Destes poetas tão amados
Mas a poesia está em nós
E cerca-nos por todo lado...

Poesia, letra melodiosa
Nascida das mãos dadivosas
De Deus, o Pai amado.
Poesia é Deus falando,
Poesia é Deus doando,
Poesia é Deus amando,
Poesia é Deus recriando
Mensagens para abençoar...

E fico sensibilizado
Ouvindo o Cristo amado
Sua mensagem pregando,
Sua voz me estimulando,
Sua poesia manifestando
Paz, alegria e perdão...

É como se eu escutasse
Uma voz, que me falasse:
“Vinde, descanse em mim,
Fique próximo assim,
E você achará o céu
- lar futuro do fiel –
Tenha Paz, alegria sem fim!”

Tudo isso é poesia
Pura, santa, sem fantasia:
Deus nos fertilizando,
Deus aqui nos ajudando,
Deus conosco, cuidando,
Deus do céu, iluminando!

Bendita poesia,
Melodia eterna,
Canção doce, terna,
Que nunca se findará:
Ela é o sopro de Deus
Abençoando todos os seus,
Por isso jamais cessará!


Do livro TEMPO DE CANTAR

Para mais poemas do autor, visite a Comunidade dedicada a ele no Orkut, em: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=22533944

2 comentários:

Naasom A. Sousa disse...

Pela relevância na blogosfera cristã, e pela parceria estabelecida, conferimos a este blog a premiação: "Butterfly Award: for the coolest blog I ever know". Por favor, visite o endereço abaixo para ver as regras de aceitação deste prêmio:

http://letrassantas.blogspot.com/2008/10/letras-santas-recebe-selo-butterfly.html

Deus os abençoe!

http://letrassantas.blogspot.com/

Seminário disse...

Parabéns!!sabias palavras ,que vc continue sendo guiado poderosamete por Deus!!
Seminario Internacional Teologico de São Paulo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...