sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Um poema de Celeste Machado


Deus e o homem

Quando, no silêncio da noite,
Olhas o céu estrelado
E te admiras da sua beleza,
Talvez não perguntes:
- Quem o fez?

Se é dia,
Se o Sol te acalenta,
Se a luz te sustenta,
Quem sabe, nem penses:
- Quem foi que o fez?

À tarde, diante das ondas
Que suaves se estendem
Na areia do mar,
Talvez não indagues,
Talvez nem percebas:
- Quem foi que as fez?

No entanto,
Se a dor te atormenta,
Se a lágrima tenta
Rasgar tua face,
Qual gume cruel,
Bem sei, tu reclamas:

- Oh! Pai, me sustenta,
Acalma meu peito,
À dor dá-me alento,
Oh, vem, por Jesus!

Fonte: http://www.seminariodosul.com.br

3 comentários:

Sidnei Moura disse...

Sammis,

Parabéns! Acabo de indicar seu blog ao prêmio "OLha que blog maneiro"!!!

para outras informações, acesse minha última postagem!

Sidnei Moura
www.sidneiemoura.blogspot.com

J.C disse...

Sammis mais uma vez, você consegue extrair de um autor algo inusitado e muito tocante, de todos os blogs que eu sempre visito, sempre extraio algo maravilhoso desse que eu considero um dos melhores...

Parabens meu caro, que Deus sempre intervenha em prol de seus objetivos...

Sammis Reachers disse...

Obrigado meus irmãos, por suas palavras e homenagens. Isso nos anima a continuar com este trabalho de resgate e divulgação de nossa poesia.

Deus lhes abençoe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...