quinta-feira, maio 28, 2009

Dois poemas do Pr. Brasílio Nunes de Alvarenga

*

A Água e a Vida

I
A água já existia no mundo quando em seu alvorecer;
E foi nas águas que o Espírito divino se pôs a mover.

II
Por ato divino, parte da água ficou agrupada sob uma expansão:
sob a expansão apareceu a terra seca
e ainda numa segunda parte do globo,
ao ajuntamento das águas, Deus chamou mares;
eis os atos divinos com perfeição,
tudo havia sido criado perfeito e bom,
de acordo com a sua infinita razão.

III
O Mestre Divino fez uso santo da água:
– no seu batismo no Rio Jordão;
- para realizar seu primeiro milagre, transformando água em vinho;
– para uso próprio quando disse à mulher samaritana: dá-me de beber!
- na cruz do calvário, quando em agonia disse: “tenho sede!”

IV
Com vigor exerceu seu santo ministério
a realizar a sua missão;
cada dia mais pessoas carentes o procuram,
até formar grande multidão.

V
Jesus não só se compara à água;
Ele é a água da vida
Que mata a sede da alma
E com ele a consciência do maior pecador
se acalma.

VI
Amamos muito o nosso planeta azul
E apelamos para que todos: ricos e pobres,
Sábios e incultos, governantes e governados,
Façam o maior esforço,
Respeitando a natureza e para todo ele seja,
Preservado de norte a sul.

O Rio mais precioso do Universo: “E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.
No meio da sua praça e de uma e da outra banda do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a saúde das nações.” Apocalipse 22.1-2



MORTE E RESSURREIÇÃO DE CRISTO

No tenebroso Gólgota, seu sangue verteu na rude cruz,
Em extrema agonia, nossa redenção obteve Jesus.
Quem, quem suportaria o mínimo da dor que Ele padeceu?
Todavia podemos crer: “Foi por nós que na cruz Jesus sofreu”.

Ao expirar Jesus, do templo rompeu-se o véu,
Sua morte abriu caminho para a vida eterna, no céu.
A ameaça da morte e do tormento do inferno foi vencida,
Pela graça e fé, salvação ao pecador é oferecida.

A Ressurreição de Cristo abalou o império de Satanás,
No céu, glórias e Aleluias, em todo o Universo, plena paz;
E na igreja, cânticos festivos e gratos louvores,
Pois na Ressurreição de Jesus, recebemos o maior dos favores.



*O Pr. Brasílio é Pastor Jubilado da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, estando já com 82 anos. É autor do livro O Paraíso Restaurado. Para maiores informações sobre o livro, Clique Aqui.

Um comentário:

Levi disse...

A poesia A Agua e a Vida foi composta pelo Pr Brasilio (meu Pai) a meu pedido, para compor o TCC da minha especialização em Bioecologia e Conservação (Unimep) em 2008. Ele foi muito sábio ao escrever essas palavras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...