domingo, setembro 04, 2011

Um poema de Pedro Eme




No alto Trono


Ao Teu nome treme o inferno
Lá onde o diabo habita
Outrora um querubim eterno
Caído em grande desdita


O Rei dos Reis é Jesus
À destra do Pai sentado
Sua morte e Sua cruz
Foi p’ra todos um “legado”


Ergo os olhos para o Céu
De onde me virá o socorro
Daquele que tudo ergueu
É p’ra Ele que eu sempre corro


Confio em Deus que é fiel
Omnipotente e amado
Seu nome é Emanuel
Ele está em todo o lado


Quando sussurro baixinho:
Jesus, sabes que Te adoro
Sinto logo O Seu carinho
E em Sua presença eu oro


E oro no meu espírito
Porque sei que n’ele habita
No meu coração contrito
Sua paz é infinita


No tabernáculo que eu sou
Levo a paz levo o alento
Aqueles a quem me dou
Entrego-lhes teu suprimento


Mas antes me encho de ti
Pois sem ti eu nada posso
Me esvazio de mim em ti
Até que a Tua voz eu ouço


Deixo para trás o meu eu
Que antes eu tanto prezava
Percebi que não é meu
O Espírito que em mim orava


Agora que somos um
Com o Pai como é Jesus
No Mundo não há nenhum
Que morresse por mim na cruz

2 comentários:

poemas disse...

gostei muito realmente Deus é o dono de tudo e sem ele nao somos nada, somos apenas sinzas levadas pelo vento

luis eduardo o poeta de Jesus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...