segunda-feira, outubro 01, 2007

Um poema de Mário Barreto França



VEM CONOSCO!

Amigo, nossa gente
É simples como a choça de Belém;
Mas Jesus, nosso guia, vai na frente;
Vem, vem conosco e te faremos bem!

Se é grande a tua luta;
Se não consegues nada de ninguém,
E a tua própria casa não te escuta;
Vem, vem conosco e te faremos bem!

Se a existência madrasta
Entre angústias e mágoas te mantém,
E tu mesmo descrês de tudo, basta!
Vem, vem conosco e te faremos bem!

O mundo é sempre ingrato;
Por mais que faças, nada lhe convém,
A não ser explorar-te; sê sensato!
Vem, vem conosco e te faremos bem!

Se os homens e as mulheres
Na glória humana te olham com desdém
Ou te perseguem, nunca desesperes!
Vem, vem conosco e te faremos bem!

Se tu sofres ainda
Pela renúncia pérfida de alguém;
Na crença tu verás que a vida é linda!
Vem, vem conosco e te faremos bem!

Então, no mundo vário,
Tudo o que é bom e puro sobrevém
Àquele que se abriga no Calvário;
Vem, vem conosco e te faremos bem!

***

Amigo, nossa vida
Começa no presépio de Belém
Onde Deus-Revelado te convida:
- Vem, vem conosco e te faremos bem!


do livro Primícias da Minha Seara

Um comentário:

Elizanilde disse...

Me perdoem se estou usando esse espaço para perguntar se alguem sabe de quen é a poesia A mão que embala o berço. Qdo tinha sete anos declamei em minha igreja essa poesia e só lembro de uma parte que fala: " Mãe ainda volto a te ver na antiga sala onde uma noite te deixei sem fala dizendo adeus como que vai partir e me viste sumir pela neblina prque as mães tem essa sina, amar criar e depois perder, perder o filho é como achar a morte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...