domingo, março 16, 2008

Dois poemas de Henrique Matos



Meu Deus, eu sou Teu

Por onde anda o meu Senhor?
Busco, procuro, me sinto um tanto só.
Onde está o Rei dos reis?
Em meu coração quero senti-lo.

Não foi tu quem se ausentou,
Eu sei, fui eu que abandonei minha morada,
Tua morada.
Meu coração é o teu reino, ó Deus!

E mesmo só em meus sentimentos
Sei que teus pés estão sobre a terra,
Teus olhos sondam o meu interior
E tua presença me invade com poder.

Então eu clamo: voe livre Espírito Santo!
E encha minha vida com tua santidade.
Então eu chamo: venha Espírito de Deus!
E conduza os passos desse teu servo.

Minha vida está em tuas mãos,
Como águia subo em tua direção
E contigo sempre estarei, eternamente.
Amém!


Simplesmente crer

Meu Deus, dá-me um pequeno grão, para que eu o tenha na palma da mão e vendo, compreenda então, que é necessário tão pouco.

Estou tão próximo, mas também tão longe e assim aguardo Tua resposta para poder alcançar esse chamado, olhando para o pó de minha essência.

Mestre, realizarei Tuas obras, verei Teus milagres, conquistarei a vitória e serei novo homem, não mais escravo da dor, mas cheio do Teu amor e verdade.

Terei a certeza dos que nada sabem, verei mais longe do que meus olhos alcançam, caminharei confiante em meio à escuridão sombria.

Meu Pai, dá-me, eu Te peço, para que mesmo sem nada ter, ainda assim eu consiga crer, simplesmente crer.

E vencerei este mundo, derrotarei suas aflições e conhecerei Tua grandeza, quando enfim compreender a infinitude de Ti que há... neste pequeno grão de mostarda.

“Se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: ‘Saia daqui e vá para lá’, e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa!” (Mateus 17:20 NTLH).



www.missaovirtual.wordpress.com

3 comentários:

laerço dos santos disse...

CRIAÇÃO: VERSOS REDENÇÃO!


Disse asim o ser supremo:haja luz!
Logo resplandeceu,nas trevas que existia
Usando a palavra com supremacia
O grande criador,criou tudo em flux.

O céu,terra e mar,na sua extenção
Verdes matas,florestas e todos animais
Rios, riachos, lagos,flores ornamentais
Cachoeira...e ao mar deu-lhe limitação.

Fez Deus os luminares:estrêlas,lua,sol
Umas para clarear a noite e outra o dia.
Fazendo tudo estável,em perfeita harmonia,
E no entardecer, olindo arrebol!

Ao solo, o Senhor deu-lhe todo vigor;
Enviando a chuva p'ra lhe umedecer.
Dando ao homem a semente p'ra na terra nascer,
Para o sustento seu,deu Deus,seu provedor

Quatro estações do ano dando sustentação,
De inverno a verão,outono a primavera,
A mão do criador a criação lidera,
Preservando a tudo plena conservação.

Tudo aqui Deus criou mui belo,colossal.
Para um ser que formou com suas próprias mãos,
Um varão,pondo nele o nome:de Adão,
Dando-lhes coisas boas no jardim terreal!

Deu domínio da terra o Senhor ao varão.
Caindo este depois em desobediência,
Deus a Cristo enviou,por amor e clemência
O segundo Adão: seu filho...à redenção

Autor: Laerço dos Santos

Turma 1 Ano disse...

Oi!
Paz amado(a)!
Amei o seu blogger...q Deus continue os abençoando grandiosamente, q debaixo das Tuas asas Ele possa te confiar!
Te desejo toda Sorte de Bençãos em tua vida!

Luiz Henrique Matos disse...

Sammy,

Obrigado pela citação e por 'ressuscitar' esses versos. Confesso que eu já nem lembrava deles.

Parabéns pelo blog. É muito bom ver a arte cristã ser difundida e, ainda melhor, conhecer outros autores que trabalham pela edificação do reino.

Coloquei um link para o Poesia Evangélica no blogroll do Missão Virtual.

Paz,
Henrique

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...