quarta-feira, junho 04, 2008

Um poema de Arlindo Alves


Um amor maior do que o de Jacó

(para Mara)


O que Jacó sentira por Raquel era amor,

O verdadeiro amor que sente um coração,

Que fez dele um empregado de Labão

A quem, por sete anos, serviu como pastor.


Dedicação igual inda haveria

Por parte de um homem buscando uma mulher?

Ó meu amor, eu não duvidaria.

Um homem tudo faz, quando sabe o que quer.


Por teu amor, por tua companhia

A que minh’alma aspira dia a dia,

Com veemência da hora derradeira,


Não apenas sete anos eu trabalharia

Para o teu pai; mas, pensando o que teria,

Se preciso fosse, até a vida inteira!


*Citado por Jefferson Magno Costa in Revista Fiel, n° 37 (Ministério Silas Malafaya).

3 comentários:

v.carlos disse...

Aí amigo...


Fico esperando, pq realmente é uma honra ter um poema meu públicado nesse blog.

por isso espero pela publicação daqueles antigos poemas q te mandei por e-mail.

desde já agradeço
big abraço
Deus abençoe

Sammis Reachers disse...

Amado Carlos, não me esqueci.

Como disse, há uma fila, ou organograma já preparado, onde (como é possível perceber pelos marcadores, onde a maioria dos autores possui apenas uma entrada) são priorizados os autores inéditos no blog, sendo entre estes inseridos novos textos de autores já publicados.

Obrigado pela constante visita e apoio.

Na paz de Cristo,
irmão Sammis

Seminário disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Seminario Internacional Teologico de São Paulo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...