segunda-feira, março 25, 2013

A Poesia de J.T. Parreira



DE TI AMAREI TUDO

De Ti amarei tudo, o olhar
vestindo de esmeraldas
um pobre como Lázaro
Até a angústia
transparente do cálice
de Ti amarei as rosas do Jardim
únicas estrelas dessa noite

De Ti amarei tudo, o suor
iluminando o rosto
a tua cabeça voluntária
numa coroa de espinhos

Amarei tudo, até
as sandálias
em que Judas escondeu
os passos do destino.




CARREGO O SILÊNCIO NA BAGAGEM

I carry silent baggage. 
Herta Müller

Eu carrego a leveza do silêncio
na minha bagagem, o silêncio 
dos olhos do cego Bartimeu
um silencioso pacote de palavras
à espera de coisas surpreendentes
E vou levando o silêncio
como uma pequena mala de outros
que falam sob a arquitrave do dia
a dia, mesmo assim posso escutar a neve
que é o vento em flocos
e o sonho do menino na almofada
que é um lugar em paz 
ou mesmo ouvir uma lágrima
que é o silêncio da alma
e carrego nos olhos 
uma bagagem silenciosa.


SALMO 54

Inimigos dissimulam-se nas sombras
e no mais leve arbusto
a explosão do vento assusta-me
estranhos fortalecem as mãos
com rancor para tirar-me a vida
A minha oração é o meu escudo
ó Deus, levanta-me do chão dos tiranos
para me esconder nos teus ouvidos.

  in "Cânticos Suplicantes"

*O autor é membro da UBE Blogs, e mantém os blogs Papéis na Gaveta e Poeta Salutor. Colabora ainda em Mar Ocidental e Liricoletivo.


ALGUNS E-BOOKS POÉTICOS DE J.T.PARREIRA, PARA LEITURA ONLINE OU DOWNLOAD GRATUITO:

Aquele de Cuja Mão Fugiu o Anjo - Este e-book reúne 30 poemas de inspiração cristã, plena substanciação da fina literatura que tem consagrado o autor (J.T.Parreira) como um dos maiores poetas evangélicos de nossa língua.
Para os apreciadores da dita poesia evangélica, desnecessárias são as apresentações à obra de J.T.Parreira. Mas para proveito de todos, devemos prestar os devidos esclarecimentos. Poeta evangélico lusitano, com já mais de quatro décadas dedicadas à poesia, JTP é autor de seis livros de poesia e tem participação em diversas antologias; poemas vertidos para o inglês, italiano, espanhol e turco. Foi um dos deflagradores, juntamente com o poeta e pastor brasileiro Joanyr de Oliveira, do movimento pela Nova Poesia Evangélica, que a partir das décadas de sessenta e setenta do século passado insuflou um benfazejo espírito de renovação e atualização em nossas letras. Faço minhas as palavras do economista e escritor João Pedro Martins: “João Tomaz Parreira é um autor  incontornável no escasso universo da literatura feita por evangélicos. A sua poesia é Poesia Gourmet.
Para baixar este livro, CLIQUE AQUI.
Para ler online, CLIQUE AQUI.


“FALANDO ENTRE VÓS COM SALMOS” - O mote para este trabalho poético-literário sobre os Salmos, foi-me dado por essa recomendação paulina aos crentes da Igreja em Éfeso, que lemos na Epístola 5, 19.
Partindo do estilo interno tradicional dos Salmos, usando um discurso poético contemporâneo, sem perda do lirismo e da linguagem que devem compor uma peça literária como um salmo, procuro num acto de pura poiética construir um poema-salmo. O alvo é tentar re-escrever do ponto de vista estético do poeta,  a valia espiritual de uma substantiva parte do saltério.
Assim, este primeiro volume , dedica-se a 25 cânticos davídicos, de 1 a 25; e o 2º volume, ainda em processo de escrita, tratará dos cânticos suplicantes, que englobará alguns salmos entre  o 44 a 106. - O Autor
Para baixar o livro, CLIQUE AQUI.
Para ler online, CLIQUE AQUI. 

Na Ilha Chamada Triste - Nos 16 poemas que compõem este opúsculo, iniciado no Recife (Brasil),“defronte do mar”, em Abril de 1995, e concluído em Aveiro (Portugal) pelo mesmo ano, o poeta evangélico lusitano J. T. Parreira enfeixa as vozes de uma Patmos do Exílio e sua companheira sequaz, seu quase duplo que é a Solidão. Ilha (e ilha interior) da pura contemplação do profeta (apóstolo João) e do poeta (JTP) que produzem num a Revelação (Apocalipse), que com seu tesouro de ora literalidade, ora alegoria, nos traz a Advertência e a Esperança; e noutro a poesia que re-conta, re-vive, re-vigora e trans-vigora com a verve de sua voz poética as vivências do Apóstolo em seu exílio insular. 
Eis-nos Patmos, (uma) estranha ilha (chamada) Triste, mas de uma “tristeza segundo Deus” (2Co 7.10), que opera em seu fim a salvação.
PARA BAIXAR O E-BOOK, CLIQUE AQUI.
Para ler online, CLIQUE AQUI.

Quando eu era menino lia o Salmo oitavo - A poesia de J.T.Parreira é poesia maior. É poesia que, ao ser lida, inevitavelmente produz a libertadora (e infelizmente rara) sensação de uma lufada de ar que nos eleva e, de roldão, transmigra-nos de nosso dia-a-dia corrido e muitas vezes repleto de sensaboria, para a dimensão poiética, de enlevo, fascinação e gozo auferidos pelas palavras  ao serem laboriosamentere-alinhadas para que ofereçam o seu melhor.
Nesses 29 poemas, escritos entre fins de 2011 e início de 2012, o vate português dá provas de seu dom de ampliar, ou melhor dito, alar as palavras, trabalhando os temas bíblicos, reafirmando poeticamente sua transcendência divina, ao re-capturar e re-vestir o que eu chamaria de seu élan  (ímpeto, vigor) devocional.
Sammis Reachers
Para baixar o livro, clique AQUI.
Para ler online, clique AQUI.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...