segunda-feira, novembro 06, 2006

5 Poemas de Jônathas Braga (1908 - 1978)

Não te deixarei

Eu não te deixarei ainda que aconteça
que fiquem os meus pés a sangrar pela estrada,
e eu tenha que chorar através da jornada,
ou sinta o sol arder sobre minha cabeça.

Eu não te deixarei ainda que feneça
a flor da juventude, airosa e perfumada,
e eu fique a olhar o céu, em noite constelada,
antes que a nuvem negra a atmosfera escureça.

Eu não te deixarei de modo algum, ainda
que tudo aqui me falte: o riso, o encanto e a calma,
com que as róseas manhãs tornam a vida linda...

Pois foi o teu amor que veio assegurar-me
essa grandiosa paz que vive em minha alma,
certo eu de que ninguém de ti pode arrancar-me.
Jônathas Braga



O Rei dos Reis

Depois de andar por todos os caminhos,
Aos homens ensinando a boa senda,
Jesus teve por trono a cruz tremenda,
E por diadema uns ásperos espinhos.

Todos lhe foram fúteis e mesquinhos,
Porém ele se deu em oferenda,
Para que o pecador assim aprenda
A segui-lo através desses caminhos.

Porque na sua voz havia o encanto
Das melodias de um saltério santo,
Vibrando junto ao nosso coração...

E, Rei dos reis, morreu como um cordeiro,
A fim de assegurar ao mundo inteiro
Um reino de perpétua duração.
Jônathas Braga




O Messias

Da raiz de Jessé subiu a vara
que havia de dar sombra ao mundo inteiro,
e desfraldar o lábaro altaneiro
da verdade que o mundo rejeitara.

Em igualdade numa vida rara,
o lobo andará junto ao cordeiro
e, em fraternal convívio verdadeiro,
a ursa e a vaca estarão na mesma seara.

Pois o renovo que subiu da terra
todo o poder nas suas mãos encerra
e há de mudar as coisas de uma vez.

Porque ele há de ser grande entre os maiores,
sendo o Senhor de todos os senhores,
e entre os reis do universo, o Rei dos reis.
Jônathas Braga




JOÃO 3.16

Por que Deus amou o mundo não entendo.
Os homens são tão maus e tão perversos
Que sua iniqüidade é um mal tremendo
E longe do Senhor vivem dispersos.

Porém sei que este amor de tal maneira
Aos homens fez sentir o seu poder
Que deu ao Unigênito a primeira
E mais preciosa dádiva a saber.

E Jesus sofreu tanto para que todo
Aquele que aceitar com fé intensa
E Nele crê levante-se do lodo
E viva para Deus em pura crença.

E todo aquele que Nele houver crido
Não pereça nas dúvidas fatais
Mas tenha Vida Eterna recebido
E permaneça sempre mais e mais.
Jônathas Braga




EU TE AGRADEÇO

Senhor, eu te agradeço a vida que me deste,
o ar que respiro, o sol e o céu cheio de estrelas,
os pássaros que estão cantando, alegres, pelas
campinas a florir, no mundo que fizeste.

Eu te agradeço a luz que os píncaros reveste
de cores que ninguém pudera concebê-las,
e as fontes de cristal que sempre sonho vê-las
sussurrando canções que tu lhes compuseste.

Eu te agradeço o riso inocente das crianças,
que semeiam na terra alegres esperanças,
enchendo os corações de cânticos de amor...

Eu te agradeço a paz que me consola e anima,
e tudo quanto é bom e que me vem de cima,
de onde me vês aqui, por onde quer que eu for.
Jônathas Braga

6 comentários:

monica.rrpp disse...

Desejo que me seja enviada a poesia A MULHER
SAMARITANA, que conta o encontro de Jesus com
a Mulher de Samaria - Dai-me de beber para que
eu nunca mais tenha sede.

monica.rrpp disse...

A 55 anos atrás de clamei muitas poesias, na
igreja, de autoria de Jônatas Braga e de Mário
Barreto de França.

Marcio de Souza Braga disse...

Prezado Sammis Reachers, é com grande alegria que ao colocar no site de busca o nome de Jonathas Braga e aparecer um blogger criado por você para tornar pública as suas poesias. Até aí tudo bem senão um porém, é com grande prazer que me apresento como neto desse grande poeta, e se tem alguma dúvida da veracidade da notícia minha querida avó, Áquila de Souza Braga, que foi casada com ele até o dia em que o SENHOR o chamou esta viva até hoje com seus 92 anos de idade, ela mora em Recife. Ele também tem uma irmã que mora aí no RJ de nome Abigail, essa não tive o prazer de conhecer até hoje. É incrivel que você com seus 31 anos é profundo admirador da poesia de meu querido avô. Gostaria de manter contato com a sua pessoa para trocarmos idéias. Meu MSN é marcio.de.souza.braga@hotmail.com me adiciona lá que terei um imenso prazer de teclar com você. Que DEUS te abençoe e te guarde.

Marcio de Souza Braga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andrea disse...

queria encontrar o poema " a síntese humana" de Jonathas Braga
alguém pode me enviar?
andrea4321@oi.com.br

Andréa

Joaquim Leite Severo disse...

Prezados, gostaria de encontrar o poema que minha mãe recitava na Igreja, que dizia:

choroso vinha pelo mundo afora
sofrendo as asperezas do destino
quão feliz foi para mim aquela hora
quando pude ouvir a música de um hino!

Parei para escutar a voz que me falava ao coração
dentro de mim, etc...

E vai por aí.

Não sei o título e nem o autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...